“O SBRC foi um marco não só para Belém mas para a UFPA”

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: DRUPAL_ENV_NAME in include_once() (line 579 of /var/www/html/sites/default/settings.php).
“O SBRC foi um marco não só para Belém mas para a UFPA”

Em 2017, o Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos (SBRC), maior evento da área de redes da América Latina, volta à região Norte para comemorar seus 35 anos de história. Esta é a segunda vez em que o evento será sediado em Belém (PA). A primeira foi em 2007, ano da inauguração da Rede Metropolitana de Belém (Metrobel), no âmbito do Programa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep). Confira mais detalhes na entrevista com o coordenador do SBRC 2017 e professor do Departamento de Informática da Universidade Federal do Pará (UFPA), Antônio Jorge Abelém.

Quais serão os destaques do SBRC para este ano?

Procuramos fazer um evento que contemplasse diferentes temas dentro da comunidade de redes e sistema distribuídos. Convidamos palestrantes internacionais relevantes, como Renata Teixeira, que é brasileira, mas vive na França como pesquisadora do Institut National de Recherche en Informatique et en Automatique. Sua palestra, disponível ao público do WRNP, terá como foco medições em internet (Internet Measurement). Também podemos citar as participações de Mario Gerla, da Universidade da Califórnia (UCLA), um pesquisador consagrado na área de redes autônomas e redes de veículos não tripulados, e do indiano Zubair Shafiq, especialista em segurança de redes.

Além das palestras, o SBRC oferece aos participantes seis minicursos, oito workshops, entre eles o WRNP, e tutoriais. Tradicionalmente, vamos ter um painel em conjunto com o WRNP na terça-feira (16/5), sobre redes definidas por software (SDN).

Qual é a importância do SBRC para o seu público, pesquisadores e estudantes de redes de computadores?

O SBRC procura selecionar temas de grande interesse do público que ainda não estão contemplados nas grades curriculares das universidades, por serem muito novos. Temos minicursos aceitos que envolvem análise de BigData, redes sem fio experimentais, redes definidas por software e Internet do Futuro.

O SBRC se consagrou como um evento onde há essa interação entre profissionais na área de redes. Muitas vezes, essas discussões se iniciam no contexto acadêmico, mas também ganham o mercado. Este ano, foram submetidos 77 artigos científicos que tratam de temas diversos, entre eles os estudos orientados à Internet do Futuro e a SDN.

O que significa para o Pará sediar pela segunda vez o evento?

O SBRC foi um marco não só para Belém mas para a UFPA. Depois de receber o evento em 2007, passamos a ser reconhecidos como um grupo de pesquisa em soluções de ponta na área de redes. Logo depois do SBRC em Belém, que reuniu o segundo maior público da história do evento, houve o lançamento da Metrobel, que trouxe um novo patamar em termos de qualidade de serviços de internet para as instituições conectadas, entre elas hospitais universitários, que passaram a fazer parte da Rede Universitária de Telemedicina (Rute).  

A partir daí, a UFPA foi a coordenadora, do lado brasileiro, do projeto Fibre, aprovado em 2010 na 1ª Chamada Coordenada entre Brasil e União Europeia, que pretendia implantar um ambiente de experimentação em Internet do Futuro entre pesquisadores europeus e brasileiros. Concluído em 2014, hoje o legado é um testbed coordenado pela RNP, a disposição de todos que se interessem em buscar novas soluções de internet. O Fibre nos permitiu adquirir grande experiência e levou a UFPA a fazer parte de outros projetos, como o Webscience, financiado pelo CNPq, para o desenvolvimento de infraestruturas em Internet do Futuro.

Em dez anos, a UFPA formou grande número de alunos de mestrado e doutorado, muitos deles atuam como professores na universidade e pesquisadores no exterior. Hoje, temos uma produção acadêmica expressiva e uma comunidade de redes muito forte, não apenas na UFPA. Acredito que isso será expressado pelo público que vai participar do SBRC e do WRNP este ano.

Sobre o WRNP

Promovido desde 1999, o Workshop RNP (WRNP) tem o objetivo de aproximar o público dos avanços tecnológicos e dos principais tópicos em discussão na área de pesquisa e desenvolvimento de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), dentro e fora do Brasil.

O workshop será realizado junto ao 35º Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos (SBRC), nos dias 15 e 16/5, no Hotel Princesa Louçã (antigo Hilton Belém), em Belém do Pará.