Diretor-geral fala sobre tecnologia e serviços da RNP para reitores da Abruem

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: DRUPAL_ENV_NAME in include_once() (line 579 of /var/www/html/sites/default/settings.php).

Gestores de 45 universidades participaram do 60º Fórum Nacional de Reitores da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), realizada de 31/5 a 3/6, na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O tema ‘Governança pública: transparência e controle social na gestão do Ensino Superior’ norteou as discussões nas palestras, debates e relatos de experiência.

O vice-reitor da UEPB, professor Flávio Romero Guimarães, frisou a importância dessa temática, sobretudo no momento em que as universidades passam por dificuldades financeiras e de relacionamento com os poderes públicos que as mantém. “Por isso, transparência e governança pública se colocam como prioridade para qualquer gestor que lida com recursos vindos de impostos pagos pela sociedade. O fórum também serve para refletir sobre o momento pelo qual passa o país, de crise ética e política, porque as universidades, como formadora de cidadãos críticos, precisam estar atentas ao debate”, explicou.

Nosso diretor-geral, Nelson Simões, foi palestrante no evento e abordou o tema ‘Rede Metro no Brasil e a parceria indispensável das universidades com a RNP’, no dia 1/6. Em sua apresentação, ele destacou o papel da RNP no cenário de ensino e pesquisa e os benefícios de sua infraestrutura de rede e serviços para as instituições e seus pesquisadores.

Incentivando os gestores das universidades estaduais e municipais a olharem para o futuro, Simões disse que é preciso criar uma estrutura adequada e as condições para favorecer a interligação da Rede Metro no Brasil. O grande desafio, segundo ele, é estender essa conexão para as universidades do interior.

Diante de reitores de todo o Brasil, o diretor-geral ressaltou que a RNP tem várias estratégias que podem ser colocadas em prática e, assim, facilitar a vida dos pesquisadores. Nelson Simões também reforçou que os gestores precisam ter clareza de que essa interligação é fundamental para projetar as instituições rumo ao futuro, visto que vivemos em um mundo moderno e marcado pelo avanço da tecnologia.

“Sem isso, não se consegue fazer praticamente nada hoje em dia. Você pensa em um campus com milhares de pessoas trabalhando e inúmeras atividades acadêmicas, principalmente no campo da pesquisa. Permitir que esse espaço de comunicação e colaboração possa funcionar com qualidade e atender a qualquer aluno e professor pesquisador, independente da sua localização no território, é do nosso interesse”, explicou.

O presidente da Abruem, Aldo Nelson Bona, convidou os reitores a potencializarem suas ações de acesso aos serviços oferecidos pela RNP. “Cada reitor ou reitora, na medida em que tenham interesse, podem interagir com a RNP, mas também saber da necessidade de promover esse diálogo no âmbito de seus estados ou municípios”, reforçou Bona, garantindo também que a Abruem pode contribuir para estabelecer as parcerias das universidades com a RPN.

Fonte: Ascom UEPB

Crédito imagem: Abruem