Editais

Menssagem de erro

Notice: Undefined index: DRUPAL_ENV_NAME in include_once() (line 579 of /var/www/html/sites/default/settings.php).

4ª Chamada Coordenada BR-UE em Tecnologias da Informação e Comunicação 

A RNP e a Secretaria de Políticas de Informática (Sepin) do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançam a 4ª Chamada Coordenada BR-UE em Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). 

Seis projetos serão selecionados nas seguintes áreas de conhecimento:

- Internet das Coisas (projetos-piloto)

- Computação em Nuvem

- Redes 5G

Será disponibilizado um orçamento total de aproximadamente R$ 26 milhões, para execução de projetos, com duração máxima de três anos, divididos nas seguintes proporções:

Os proponentes deverão submeter três documentos:

1. A própria proposta, elaborada em inglês conjuntamente com instituições europeias;
2. Plano de utilização dos recursos, em reais;
3. Rascunho do Acordo de Cooperação.

Os arquivos devem ser submetidos por meio do sistema JEMS, acessível por meio do seguinte endereço https://jems.sbc.org.br/ctic_eubr_4.

Regras específicas do lado brasileiro

- Os projetos poderão prever até 10% do valor do projeto para custeio de taxas administrativas.

- O orçamento deve considerar, no mínimo, 44,45% para centros, institutos de pesquisa ou entidades brasileiras de ensino, com sede ou estabelecimento principal situado nas regiões de influência da Sudam, da Sudene e da região Centro-Oeste, com exceção da Zona Franca de Manaus. Além disso, no mínimo 30% dos recursos devem ser destinados a entidades públicas, em conformidade com o disposto inciso II do § 1º e no § 3º do art. 11 da Lei nº 8.248, de 1991.

- No máximo 55,55% devem ser utilizados por centros ou institutos de pesquisa ou entidades brasileiras de ensino, oficiais ou reconhecidas, de qualquer região do País, em conformidade com o disposto no inciso I do § 1º do art. 11 da Lei nº 8.248, de 1991.

- Embora qualquer instituição possa compor os consórcios para submissão de proposta, serão considerados elegíveis ao financiamento apenas centros de pesquisa, entidades brasileiras de ensino e empresas incubadas por instituições credenciadas pelo Comitê da Área de Tecnologia da Informação (Cati), ou empresas incubadas em incubadoras credenciadas no Cati.

Cronograma (preliminar)

Lançamento do edital e abertura dos sistemas de submissão no Brasil: 13/2/17

Data limite para submissão das propostas: 14/3/17 

Divulgação dos resultados: junho de 2017

Conclusão das contratações: dezembro de 2017

Início sugerido da execução dos projetos: janeiro de 2018

Chamada na íntegra

Perguntas frequentes - FAQ

Anexo IPlano de utilização dos recursos

Anexo IIAcordo de Cooperação

Projetos selecionados

Redes 5G

1. 5G-RANGE: Remote area Access Network for 5th GEneration

Valor de apoio: R$ 3,2 milhões

Resumo:

5G é considerada a próxima revolução na comunicação. Várias pesquisas focam esforços em enfrentar os desafios para aumentar a taxa de dados, reduzir a latência, melhorar a conectividade e reduzir o consumo. No entanto, existe um modo relevante que não foi fortemente suportado pelos esforços de pesquisa, que é o acesso à internet em áreas remotas. A partir de hoje, estima-se que 1,4 bilhões de pessoas não conectadas vivem em áreas onde a cobertura de banda larga móvel não está disponível, mostrando o imenso impacto de uma rede que pode oferecer acesso de alta qualidade à internet em áreas remotas. É claro que um serviço rural sustentável não estará disponível, a menos que implementações de rede e estratégias de negócios sejam especificamente adaptadas a esse cenário. O objetivo do 5G-RANGE é superar as limitações das tecnologias atuais, tornando a cobertura de áreas pouco povoadas um negócio viável. Uma nova forma de onda precisa ser considerada e os mecanismos nas diferentes camadas de rede devem aproveitar os recursos desta forma de onda, de modo a fornecer a alocação de espectro dinâmica e fragmentada desejável. A combinação de tecnologias resultará em um modelo de 5G capaz de alcançar as pessoas não conectadas, não só no Brasil, mas em todo o mundo.

Instituições brasileiras envolvidas:

Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel)            

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD)              

Universidade de São Paulo (USP)           

Universidade Federal do Ceará (UFC)  

Universidade de Brasília (UnB)

Ericsson do Brasil

Instituições europeias envolvidas:

Universidad Carlos III de Madrid - Espanha

Technische Universität Dresden - Alemanha

University of Oulu - Finlândia

Telefónica I+D - Espanha

Internet das Coisas

2. SWAMP: Smart Water Management Platform

Valor de apoio: R$ 4,8 milhões

Resumo:

O projeto SWAMP desenvolve métodos e abordagens baseados em IoT para gerenciamento inteligente de água na área de irrigação de precisão e com pilotos na Itália, Espanha e Brasil. A água é vital para garantir a segurança alimentar da população mundial e a agricultura é o maior consumidor, com parcela equivalente a 70% da água doce. Os desperdícios de água são causados ​​principalmente por vazamentos em sistemas de distribuição e irrigação e nos métodos de aplicação no campo. O projeto SWAMP aborda essas questões por meio da Internet of Things (IoT), análise de dados, dispositivos autônomos e outras tecnologias relacionadas. Para isso, o projeto SWAMP pretende automatizar plataformas avançadas e integrar diferentes tecnologias e componentes, incluindo sensores heterogêneos e avançados, particularmente sensores voadores (drones), que fornecem precisão no abastecimento de água para irrigação. Além disso, pretende-se utilizar uma Plataforma de Software que reúne tecnologias como IoT, Big Data, Cloud/Fog e drone. As soluções servirão também para testar e validar novos modelos de negócios com base em IoT em configurações inteligentes de gerenciamento de água.

Instituições brasileiras envolvidas:

Universidade Federal do ABC (UFABC)

Centro Universitário da FEI

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB)

LeverTech Tecnologia Sustentável (LEV)

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)

Instituições europeias envolvidas:

Technical research centre of Finland (VTT) – Finlândia

Ixion (IXI) – Espanha

Intercrop (ICRO) – Espanha

University of Bologna (UBO) – Itália

Consorzio di Bonifica dell’Emilia Centrale (CBEC) – Itália

3. OCARIoT: smart childhood Obesity CARing solution using IoT potential

Valor de apoio: R$ 4,8 milhões

Resumo:

A obesidade infantil é a principal preocupação pediátrica em saúde pública, afetando cerca de 224 milhões de crianças em idade escolar no mundo. A sua prevalência triplicou em muitos países europeus desde 1980, aumentando de forma alarmante. A obesidade infantil já afeta mais de uma em cada três crianças em idade escolar no Brasil, Grécia e Espanha. O objetivo principal do OCARIoT é promover a melhoria dos transtornos alimentares e físicos e também a prevenção do aparecimento da obesidade para crianças (entre 9 e 12 anos). Para isso, o OCARIoT desenvolverá uma solução de coaching personalizado baseada em IoT que orientará as crianças a adotar uma alimentação saudável e um comportamento de atividade física. A rede IoT permitirá a observação dos padrões de atividade infantil da vida diária, evolução da saúde, parâmetros fisiológicos e comportamentais e dados ambientais. Toda essa informação combinada com padrões médicos permitirá ao OCARIoT fornecer um plano de coaching de obesidade personalizado, permitindo que as crianças permaneçam ativas e comprometidas com seu bem-estar e gerenciamento de hábitos saudáveis. A solução proposta será capaz de capacitar as crianças (e também a equipe educacional e as famílias) no controle da saúde, coletando informações em tempo real sobre nutrição e atividade física, e interconectando médicos e crianças (incluindo pais e tutores) para se adaptar o plano individual de treinamento de obesidade. O OCARIoT irá demonstrar e validar seus resultados em três sites-piloto específicos em Espanha, Grécia e Brasil. O consórcio OCARIOT assegurará os direitos das crianças e a privacidade, segurança e confidencialidade dos dados por meio de um Conselho de Ética composto por profissionais de saúde e representantes infantis de diferentes organizações da UE e do Brasil.

Instituições brasileiras envolvidas:

Núcleo de Aplicação em Tecnologia da Informação da Universidade de Fortaleza (Nati/Unifor)

Instituto Atlântico

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD)

Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Núcleo de Projetos em Tecnologia da Informação da Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Instituições europeias envolvidas:

Fundacion Tecnalia Research & Innovation – Espanha

Universidad Politecnica de Madrid – Espanha

Ethniko Kentro Erevnas Kai Technologikis Anaptyxis (CERTH) – Grécia

Unparallel Innovation Lda (UNP) - Portugal

Colegio Virgen de Europa (CVE) – Espanha

Servicio Madrileño de Salud – Espanha

Ellinogermaniki Agogi – Grécia

4. Fasten: Flexible and Autonomous Manufacturing Systems for Custom-Designed Products

Valor de apoio: R$ 4,8 milhões

Resumo:

A Indústria 4.0 ampliou o foco para um conjunto mais amplo de tecnologias em vez de apenas CPS. Incluindo os processos mais importantes do ciclo de vida dos produtos e dos sistemas de produção, e não apenas da produção. Em todos os dialetos em que a língua da Indústria 4.0 é falada, a Internet das Coisas Industrial, a Fabricação Aditiva (Impressão 3D) e a Robótica pelo lado da tecnologia e a Customização em Massa, os modelos agregados de fornecimento de produto-serviço e a fabricação sustentável pelo lado comercial, representam os pilares e principais desafios. O objetivo do FASTEN é desenvolver, demonstrar, validar e disseminar uma estrutura integrada e modular para a produção eficiente de produtos personalizados. Isso será alcançado pelo emparelhamento efetivo de serviços e produtos integrados digitais para processos de Impressão 3D, além de ferramentas para descentralizar a tomada de decisões e a troca de dados. Tecnologias sofisticadas de software para autoaprendizagem, auto-otimização e controle avançado serão aplicadas para construir um sistema conectado e completo de Impressão 3D. A ThyssenKrupp e a Embraer são duas das empresas que devem superar os desafios desta natureza, para lidar com uma crescente diversidade de demanda, produtos com ciclos de vida mais curtos e a necessidade de fornecer baixos volumes por pedido, exigindo soluções flexíveis capazes de fabricar e entregar produtos personalizados com baixo custo.

Instituições brasileiras envolvidas:

Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Pesquisa e Desenvolvimento do Brasil (INESC P&D Brasil)

Universidade Federal de Goiás (UFG)

Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)

Bradel

Embraer

ThyssenKrupp

Instituições europeias envolvidas:

Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESCTEC) - Portugal

PACE Aerospace Engineering and Information Technology – Alemanha

Intellimech – Itália

Embraer Portugal S.A

Politecnico di Milano (Polimi) – Itália

Computação em Nuvem

5. ATMOSPHERE: Adaptive, Trustworthy, Manageable, Orchestrated, Secure, Privacy-assuring, Hybrid Ecosystem for REsilient Cloud Computing

Valor de apoio: R$ 4 milhões

Resumo:

ATMOSPHERE é um projeto de 24 meses que tem o objetivo de projetar e desenvolver um ecossistema composto por um framework, uma plataforma e aplicações de serviços de nuvem confiáveis da próxima geração sob um conjunto de recursos federados híbridos e intercontinentais. O framework considera um amplo espectro de propriedades de nuvem e suas medidas. Já a plataforma suporta a construção, implantação, medição e evolução de recursos confiáveis da nuvem, incluindo a rede de dados e serviços de dados. A plataforma será demonstrada em um cenário sensível por meio de uma aplicação segura e confiável habilitada para a nuvem e relacionada à telemedicina distribuída.

Instituições brasileiras envolvidas:

Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Universidade Federal do Amazonas (Ufam)

Universidade de Brasília (UnB)

Dell-EMC

Kunumi (SME)

Instituições europeias envolvidas:

Universitat Politècnica de Valencia (UPV) – Espanha

Trust-it trust-it services – Inglaterra

Universidade de Coimbra – Portugal

Politecnico di Milano - Itália

Technische Universität Dresden – Alemanha

University of Piraeus – Grécia

Quantitative Imaging Biomarkers in Medicine (Quibim) – Espanha

EMC Israel Advanced Information Technologies – Israel

 6. NECOS: Novel Enablers for Cloud Slicing

Valor de apoio: R$ 4 milhões

Resumo:

O projeto NECOS aborda as limitações das atuais infraestruturas de computação em nuvem para responder à demanda de novos serviços, conforme apresentado em dois casos de uso que direcionarão toda a execução do projeto. O primeiro caso de uso é o provedor de serviços da Telco, focado e orientado para a adoção da computação em nuvem em suas grandes redes. O segundo caso de uso está direcionando o uso de nuvens de borda para suportar dispositivos com baixa capacidade de computação e armazenamento. A solução prevista é baseada em um novo conceito - Lightweight Slice Defined Cloud (LSDC) - como uma abordagem que amplia a virtualização para todos os recursos nas redes e centros de dados envolvidos e fornece um gerenciamento uniforme com um alto nível de orquestração. A plataforma NECOS será baseada em plataformas de software abertas de última geração, que serão aprimoradas com os algoritmos de gerenciamento e orquestração e as APIs que constituirão a atividade de pesquisa do projeto. Finalmente, a plataforma NECOS será validada, no contexto dos dois casos de uso propostos, usando as estruturas de teste 5TONIC e Fibre.

Instituições brasileiras envolvidas:

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Universidade Federal do Pará (UFPA)

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD)              

Universidade Federal de Goiás (UFG)

Instituições europeias envolvidas:

Universitat Politècnica de Catalunya (UPC) – Espanha

University College London (UCL) – Reino Unido

Telefónica Investigación y Desarrollo (TID) – Espanha

University of Macedonia (UOM) – Grécia

Editais encerrados